Conselho Nacional de Justiça disponibiliza relatória acerca de casos recorrentes que “incham e atrasam a Justiça”

Não é possível comentar.